Pets em condomínios: O que é preciso saber? | TM3 Incorporadora

Pets em condomínios: O que é preciso saber?

Os bichinhos de estimação são os xodós das famílias, não é mesmo? Eles alegram o ambiente, deixam a casa mais animada e aproveitam todos os espaços possíveis dela para brincar. Mas e quando se mora em condomínio, o que é preciso saber para que o pet não seja um problema?

Conheça as regras internas do condomínio: Todo condomínio tem sua convenção, nelas muitas vezes trazem a proibição ou não de animais, na sua totalidade ou às vezes pelo tamanho do pet. Também pode haver proibição dos pets nas áreas comuns do prédio.

Cuide da higiene do seu bichinho: Por mais que a única vacina obrigatória seja a antirrábica, as outras vacinas também são importantes. Elas ajudam a prevenir doenças como a raiva, cinomose e leptospirose. Além disso, o cuidado com o pelo do animal e o lugar onde são feitas suas necessidades fisiológicas precisam estar sempre limpos, para que o cheiro não se dissipe pelo condomínio e incomode os vizinhos.

Tenha cuidado com os barulhos feitos por seu bichinho: Grande parte das reclamações de vizinhos são os latidos e miados dos bichanos e isso pode acarretar na proibição do animal até mesmo dentro do apartamento, segundo jurisprudência número 12.166, por isso é importante que se passeie com o seu bichinho para que eles não fiquem estressados por estar em um ambiente fechado por muito tempo.

Com essas dicas é possível curtir muito o seu pet sem se preocupar.